FINALISTA

  • segunda, 19 setembro 2016 00:00
São Bento (azul) venceu o CSA (Branco), mas o Azulão alagoano chegou a final São Bento (azul) venceu o CSA (Branco), mas o Azulão alagoano chegou a final Jesus Vicente /E.C. São Bento

Enfrentando um temporal, CSA perde por placar ‘possível’ e se garante na final da Série D

 

Foto: Jesus Vicente /E.C. São Bento

 

Foi um jogo complicado. O CSA enfrentou a pressão do São Bento, jogou por quase um tempo com um jogador a menos, sofreu com uma tempestade, granizo e com o campo encharcado, mas mesmo com a derrota, o CSA é finalista do Campeonato Brasileiro da Série D.

 

No choque azulino, o CSA tomou um gol aos 50 minutos, marcado pelo atacante Magrão. A derrota por 1 a 0, foi pelo placar mínimo e acabou sendo o placar limite que o Azulão poderia perder.

 

O resultado fez com que o CSA garantisse a decisão do Campeonato Brasileiro da Série D contra o Volta Redonda (RJ). Em função da melhor campanha, o Volta Redonda decidirá a Série D em casa, no Estádio Raulino de Oliveira. A primeira partida da decisão será em Maceió, no Estádio Rei Pelé.

 

O Jogo

Com uma vantagem construída em Maceió, o CSA buscaria um jogo inteligente para segurar a pressão e até mesmo buscar a vitória para garantir a decisão da Série D em Maceió. Já o São Bento só teria uma alternativa: ser intenso e buscar pelo menos dois gols para forçar a disputa da vaga na cobrança de tiros diretos da marca do pênalti.

 

O São Bento só conseguia surgir com perigo na velocidade de Zambi. O gigante Magrão pouco criou problemas, pois a bola pouco chegou. Ao longo do 1º tempo, o CSA pouco chegou e praticamente não ameaçou o gol do São Bento.

 

 

No 2º tempo, o São Bento voltou ainda com desejo de pressionar. O melhor arma ofensiva do time paulista – as bolas aéreas alçadas na área do CSA – começaram a assustar. Após um ótimo cruzamento de Giovanni, Magrão quase marca. Pantera, que substituiu Jeferson ainda no 1º tempo, também começou a abafar as bolas pelo alto. Mas uma tempestade chegou a paralisar o jogo. Teve granizo, dificultou a qualidade do gramado e ajudou o CSA a se defender e o drama se prolongar. O jogo chegou a ser parado, mas no retorno, no minuto final, Magrão marcou o gol da vitória do Azulão paulista, mas o Azulão alagoano, mesmo derrotado, estava classificado.

 

Ficha Técnica

São Bento (SP) 1 x 0 CSA

Campeonato Brasileiro – Série D – Semifinal – Jogo 2

Local: Estádio Walter Ribeiro (Sorocaba-SP)

Árbitro: Rodolpho Toski Marques

Assistentes: Daniel Cotrim de Carvalho e Jefferson Cleiton Piva da Silva

Renda: R$ 68.035,00  Público: 4.141 torcedores

Cartões Amarelos: Zambi, Edu Pina, Lucas Mendes, Guilherme Garré (São Bento) Éverton Heleno, Didira, Denilson, Leandro Cardoso (CSA)

Expulsão: Denilson (CSA)

Gol: Magrão (São Bento) 46’ do 2º tempo

Equipes:

São Bento: Rodrigo Viana; Lucas Mendes, Rafael Tavares, Daniel Gigante e Edu Pina; Fábio Bahia (Diego Barbosa), Mateus, Tiago Tremonti (Garré) e Giovanni; Magrão e Zambi (Anderson Cavalo)

Técnico: Paulo Roberto Santos

CSA: Jeferson (Pantera); Denilson, Leandro Souza, Leandro Cardoso e Rayro; Everton Heleno, Marcos Antonio, Jeferson Maranhão, Bismarck (Eliseu) e Didira (Azul); Jônatas Obina

 

Técnico: Oliveira Canindé

deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.