#TRÊSPONTOS

  • sexta, 11 agosto 2017 00:00
CSA deseja voltar a comemorar gols: vencer é preciso CSA deseja voltar a comemorar gols: vencer é preciso Ailton Cruz - Gazeta de Alagoas

Contra o Remo, CSA precisa vencer: É preciso vencer! Voltar a vencer é preciso

 

 

O choque de azulinos neste sábado, 16h, no Estádio Rei Pelé, servirá como uma verdadeira ‘decisão’ para CSA e Remo.

Para o Alagoano, a vitória significará a permanência na liderança e a uma virtual classificação. Caso consiga chegar aos 27 pontos, o CSA não estará matematicamente classificado, mas dificilmente não será um dos quatro times que irão a 2ª fase brigar pelo acesso para Série B. Já no caso do Clube do Remo, a situação é para se aproximar da classificação e permanecer no G4.

Mesmo reconhecendo que a Série C  apresenta uma imensa dificuldade em superar adversários, o CSA tem uma visível queda no aproveitamento. Nos últimos cinco jogos, o CSA empatou quatro e venceu um, ou seja, nos últimos quinze  pontos disputados, ganhou sete.

Ainda dentro desta queda de aproveitamento, analisando apenas o 2º turno, o CSA é o quarto colocado com seis pontos, ficando atrás de Salgueiro (9), Fortaleza (8) e Sampaio Correa (7).

Encaixar uma vitória contra um adversário direto do G4 ampliará o aproveitamento obtido pelo time ao longo destas 13 rodadas disputadas até agora.

VOLUME

O problema de não ter um jogador de velocidade pelo lado esquerdo, faz o CSA trocar a sua característica para o jogo contra o Remo: sai a velocidade para entrar a posse, o volume de jogo.

Esta não é a forma de jogo que o técnico Ney da Mata gosta de usar. Desde a sua chegada que ele falou sobre a mudança que iria implementar no jeito de jogar da equipe. Da Mata ressaltou que o time estava acostumado a maneira do técnico Oliveira Canindé pelo fato de o referido profissional já estar no comando da equipe a um ano.

Mas especificamente para este jogo, Da Mata precisará mudar. gustavinho, atacante de lado, segue no departamento médico. Marcos Antonio, segundo volante que joga pelo lado esquerdo, tem força e velocidade, mas também não reúne condições de jogo. Com isso a opção azulina é pelo volante Rosinei, que é um jogador sem a velocidade de Gustavinho ou sem a explosão de Marcos Antonio, mas que tem a qualidade da aproximação e a condição de fazer o CSA controlar mais o jogo, ter mais a posse de bola. O time do CSA formará com: Mota, Dicj, Thalles, jorge Felipe e Rafinha; Dawhan e Boquita; Edinho, Daniel Costa e Rosinei; Michel Douglas como homem referência.

deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.