NOVA DERROTA

  • quarta, 02 setembro 2020 00:00
CSA caiu diante do América Mineiro nesta quarta-feira na Arena Independência e entrou no Z4 da Série B CSA caiu diante do América Mineiro nesta quarta-feira na Arena Independência e entrou no Z4 da Série B Mourão Panda / América

CSA repete erros defensivos, perde para o América Mineiro e entra na zona de rebaixamento

 

Por Isaac Simões

 Fotos: Mourão Panda - América-MG

 

 

A fase negativa do CSA parece não querer ir embora. O Azulão foi até a Arena Independência, em Belo Horizonte-MG, nesta quarta-feira (2), e perdeu para o América Mineiro por 2 a 1, chegando a quarta derrota consecutiva na Série B, o que deixa o clube marujo na 17ª posição na tabela, abrindo a zona de rebaixamento, com apenas 3 pontos.

Aos 32’ do primeiro tempo, Luciano Castán tentou recuar para Bruno Grassi, mas acabou marcando contra, abrindo o marcador para o América. O CSA empatou com Rodrigo Pimpão, aos 4’ da etapa final, mas Messias, aos 7’, garantiu a vitória para o Coelho.

Ao contrário do Azulão, o América chegou a sua terceira vitória seguida na Série B, e entrou no G4 da Segundona. O Coelho é o terceiro, com 14 pontos.

Na próxima rodada, o CSA foca suas atenções para o duelo de sábado (5), contra o Confiança, no Rei Pelé, em Maceió, às 16h30. No mesmo dia, o América vai até São Luís-MA, encarar o Sampaio Corrêa, às 19h, no Castelão.

Nenhum incômodo

Quando a bola rolou o CSA não conseguiu se encontrar dentro de campo. O time do técnico Argel Fuchs entrou com uma proposta defensiva, com as linhas de marcação baixas, apostando em um possível contra-ataque, mas sofria com a forte pressão do América, aliado a deficiência na construção de jogadas. Não deu outra. O Azulão foi presa fácil para o Coelho e sequer incomodou o goleiro Matheus Cavichioli.

Aos 4 minutos, Rodolfo cruzou rasteiro pela direita, Marcelo Toscano tentou o desvio no primeiro pau, mas a bola saiu travada e facilitou a defesa azulina. Aos 9, o CSA começou a demonstrar que a fase está longe de ser boa. Norberto tentou recuar para Bruno Grassi e não percebeu Rodolfo, que se antecipou, driblou o goleiro azulino e tocou para o gol, mas Luciano Castán apareceu e impediu o gol americano, cortando a bola praticamente em cima da linha.

Muito lento, o CSA não conseguia trocar passes e era obrigado a tentar acionar os atacantes no chutão, cedendo a redonda facilmente aos donos da casa. Com mais posse de bola e perigoso dentro de campo, o América sobrava e voltou a assustar em dois lances seguidos. No primeiro, Alê apareceu livre dentro da área e bateu forte, mas Bruno Grassi defendeu em dois tempos, aos 24’. Na sequência, Daniel Borges ganhou de Igor Fernandes e bateu cruzado para o meio da área, Rodolfo se antecipou à marcação e desviou de cabeça, mas a bola foi para fora.

De tanto insistir, o Coelho foi premiado aos 32 minutos, em nova infelicidade do setor defensivo do CSA. Luciano Castán que havia sido herói no início do jogo, se transformou em vilão. João Paulo fez lançamento longo buscando Rodolfo, o zagueiro marujo tentou recuar para Bruno Grassi, de cabeça, mas não viu o goleiro deixando a meta e acabou encobrindo o companheiro. Gol contra. América 1x0.

Novos erros

Argel mexeu no CSA para a etapa final, colocando Márcio Araújo e Pedro Júnior nas vagas de Richard Franco e Nadson. As mudanças deram mais mobilidade ao Azulão, que finalmente conseguiu ficar mais no campo de ataque nos minutos iniciais.

Mais avançado, o CSA conseguiu finalizar e chegou ao empate na primeira bola que foi em direção ao gol, logo aos 4’. Rafinha, que havia entrado no lugar de Igor Fernandes, cruzou da esquerda e Rodrigo Pimpão subiu mais alto que a marcação, no meio da área, testando no canto esquerdo de Matheus Cavichioli, igualando o marcador: 1x1.

O gol não abalou o Coelho, que seguiu superior dentro do campo de jogo. Aos sete minutos, Matheusinho tabelou com Rodolfo na entrada da área e bateu rasteiro, mas a redonda foi para fora. Aos 14’, Alê foi derrubado por Geovane na meia esquerda e o árbitro marcou a falta. Na cobrança, João Paulo mandou na área, Bruno Grassi espalmou para o lado e Messias, livre, emendou para o fundo das redes. América 2x1.

Argel ainda colocou Allano e Alecsandro em campo, mas foram os mineiros que quase voltaram a balançar as redes, antes do apito final. Com liberdade, João Paulo tabelou com Alê pelo lado esquerdo e soltou uma pancada de canhota, mas parou em Bruno Grassi. Fim de papo na Arena Independência: América 2x1 CSA.

EQUIPES

América-MG: Matheus Cavichioli; Daniel Borges (Diego Ferreira), Messias, Eduardo Bauermann e João Paulo; Zé Ricardo, Juninho (Rickson) e Alê; Matheusinho (Neto Berola), Rodolfo (Guilherme) e Marcelo Toscano (Léo Passos).

Técnico: Lisca

CSA: Bruno Grassi; Norberto, Alan Costa, Luciano Castán e Igor Fernandes (Rafinha); Richard Franco (Márcio Araújo), Geovane e Nadson (Pedro Júnior); Rafael Bilú (Allano), Rodrigo Pimpão (Alecsandro) e Michel Douglas.

Técnico: Argel Fuchs

deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.