SEM TEMPERO

  • sábado, 09 junho 2018 00:00
CSA e CRB fizeram um jogo equilibrado e sem gols CSA e CRB fizeram um jogo equilibrado e sem gols Ailton Cruz - Gazeta de Alagoas

Sem ‘sal’, clássico entre CSA e CRB termina com ‘frio’ empate sem gols

 

Um clássico frio, com pouca emoção e poucas chances de gol. Este foi o retrato da partida entre CSA e CRB, no clássico alagoano pela 10ª rodada da Série B. O empate sem gols deixou o torcedor decepcionado.

Com menos posse de bola, o CSA ainda criou três finalizações no gol, mas Daniel Costa, Rafinha e Walter não foram felizes. Já o CRB teve o mesmo número de finalizações, com mais posse de bola e com maior troca de passes. A equipe regatiana ainda conseguiu o mesmo número de finalizações no gol que o CSA. Neto Baiano conseguiu duas e Willians Santana a outra.

O empate deixou CSA e CRB em situações semelhantes do que estavam na tabela. O CSA soma 19 pontos, manteve a vice-liderança e segue no G4. Já o CRB chegou aos 8 pontos, mas mesmo pontuando, perdeu uma posição e agora é o 19º colocado, ocupando a penúltima posição.

Já na próxima rodada, O CSA enfrentará o Paysandu, sábado, 21h, no Estádio da Curuzu. O CRB enfrentará a Ponte Preta, na sexta-feira, 15, ás 21h30, no Estádio Rei Pelé.

O Jogo

CSA e CRB tem como características a busca pela posse de bola, a procura por ter a bola nos pés. Com duas propostas parecidas, o jogo começou aberto e o CRB tendo um pouco mais a posse de bola.

Os primeiros 25 minutos sem finalizações e com a disputa de intermediária para intermediária. As principais situações eram nas bolas paradas com faltas ou escanteios. Aos 26 minutos, o Galo teve a baixa de Cleiton Xavier que teve um problema muscular em um lance sozinho quando puxava um contra-ataque.

Mesmo sem ter a posse de bola, o CSA mostrava a característica de maior verticalidade, maior procura pela finalização e fez duas finalizações corretas. A primeira com Daniel Costa e outra com Rafinha. O CRB conseguiu apenas uma finalização já no fim do primeiro tempo quando Diego criou o cruzamento e Neto cabeceou para a defesa de Mota.

O CRB voltou para o segundo tempo com Mazola em campo e com Leilson um pouco mais avançado em busca de aproximar-se dos atacantes. Logo aos quatro minutos, Mazola arrancou no meio da defesa azulina e chutando forte, rasteiro, assustando o goleiro Mota.

A resposta do CSA veio aos 11 minutos. João Carlos saiu errado, Edinho recuperou a bola, tocou para Didira que dominou e chutou renta a trave do goleiro do CRB.

O CRB seguia no jogo sem conseguir construir finalizações e a principal situação da equipe seguia com bolas paradas. Aos 22 minutos, Neto Baiano cobrou uma falta de longa distância e forçou Mota a fazer uma boa defesa.

Walter entrou no jogo e no primeiro lance dele quase abre o marcador. Niltinho cobrou uma falta, passou por todo mundo e Walter chegou atacando a bola e a bola explodiu no travessão. No lance seguinte, novamente o CSA chegou pelo lado de campo. Bola alçada por Celsinho e Michel Douglas antecipou-se a defesa, cabeceou a bola assustou João Carlos.

Já aos 48 minutos, Willians Santana teve tudo para abrir o marcador. Após uma disputa por cima do atacante Neto Baiano, a bola sobrou para o meia atacante do Galo, que chamou  Roger para dançar, mas finalizou sem qualidade.

Este foi o último lance da partida com um empate sem graça entre CSA e CRB.

Ficha Técnica

CSA 0 x 0 CRB

Campeonato Brasileiro – Série B – 10ª Rodada

Local: Estádio Rei Pelé (Maceió-AL)

Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (CBF-GO)

Árbitro Assistente 1: Bruno Raphael Pires (CBF-GO)

Árbitro Assistente 2: Cristhians Passos Sorence (CBF-GO)

4º Árbitro: Rafael Carlos Salgueiro (CBF-AL)

Renda: R$192.850,00 Público: 10.051 torcedores (com 8.655 pagantes)

Cartões Amarelos: Diego, Leílson, Willians Santana, Mazola (CRB) Didira, Xandão, Celsinho (CSA)

Equipes:

CSA: Mota, Celsinho, Roger, Xandão e Rafinha; Edinho e Ferrugem; Niltinho (Hugo Cabral), Daniel Costa (Pingo) e Didira(Walter); Michel Douglas

Técnico: Marcelo Cabo

CRB: João Carlos, Edson Ratinho, Everto Sena, Anderson Conceição e Diego; Claudinei e Lucas Siqueira; Alípio (Mazola), Cleiton Xavier (Leilson) e Diego Rosa(Willians Santana); Neto Baiano

Técnico: Júnior Rocha

deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.