ÁGUA PARA O VINHO

  • domingo, 24 março 2019 00:00
CSA vence Sergipe, volta ao G$ e depende de suas forças para classificar CSA vence Sergipe, volta ao G$ e depende de suas forças para classificar Ailton Cruz - Gazeta de Alagoas

Após um 1º tempo com vaias, CSA faz um 2º tempo melhor, marca dois e define vitória 

 

Foram tempos absolutamente distintos. Após um primeiro tempo com muitos equívocos e com muitas dificuldades, o CSA reverteu o futebol no tempo final, fez uma atuação intensa, com força, criando diversas oportunidades e fez 2 a 0. Ronaldo Alves, cobrando uma penalidade e Didira, com um gol de bela feitura, decretaram a vitória azulina sobre o Sergipe.

Com o resultado, o CSA chegou aos 13 pontos e entrou na zona de classificação, ocupando a 4ª colocação no grupo B. Já o Sergipe estacionou com apenas 3 pontos e permanece na 6ª colocação.

A vitória fez o CSA entrar na zona de classificação e depende apenas de uma vitória na última rodada para assegurar a classificação.

Na última rodada, o CSA enfrentará o Altos, no Albertão, em Teresina, no sábado, 30, 16h. Já o Sergipe no mesmo dia e horário enfrentará o Moto Club na Arena Batistão em Aracaju.

O Jogo

O CSA começou o jogo de maneira forte e logo no minuto inicial, Cassiano foi derrubado na intermediária defensiva do Sergipe. Rafinha cobrou com muita força e a bola subiu passando por cima do travessão defendido por Erivelton.

Com dois atacantes de área, o CSA aposta em um sistema com muita movimentação, troca de posições e infiltrações. Dawhan era o homem de acionar os corredores com bola longa. Conseguiu uma perfeita para Rafinha e tentou outra para a infiltração de Apodi.

Somente aos 14 minutos, Manga Escobar, que já havia invertido o posicionamento jogando pelo lado direito, foi para o ‘um contra um’, cruzou e Cassiano chegou brigando com a defesa para tentar a finalização.

O primeiro lance de perigo para o Sergipe veio aos 20 minutos. Rhuan apareceu e soltou um canudo forçando o goleiro João Carlos a fazer uma grande defesa, evitando o primeiro gol da partida.

Seis minutos depois, o Sergipe voltou a assustar tentando um chute de média distância. Felipe Hereda chutou forte e voltou a assustar o goleiro João Carlos.

Sem conseguir quebrar as linhas do Sergipe, o CSA teve muitas dificuldades ao longo de todo o primeiro tempo Ao final da etapa inicial, o time do CSA foi bastante vaiado pelo torcedor.

O começo do 2º tempo foi com o mesmo lance do tempo inicial. Rafinha cobrou uma falta, acertou o chute na direção do gol, mas nas mãos do goleiro Erivleton. Na sequência, Patrick Fabiano fez jogada individual no corredor central, driblou dois, trombou na entrada da área e bola sobrou para Cassiano, que finalizou por cima da meta.

Mostrando um melhor desempenho no começo do tempo final, o CSA buscou agredir mais e só nos dez minutos iniciais finalizou três vezes, ou seja, mais que em todo primeiro tempo.

Aos 11 minutos, o CSA construiu uma boa jogada. Patrick Fabiano iniciou a jogada fazendo o pivô e encontrou no corredor esquerdo, o atacante Cassiano. Com um passe preciso deixou Matheus Sávio na cara do gol, o camisa 10 entrou sozinho, finalizou, mas colocando para fora, perdendo uma ótima chance. No lance seguinte Manga Escobar criou a jogada individual e cruzou, Patrick Fabiano tentou a finalização mas não conseguiu abrir o marcador.

A pressão imposta pelo CSA deu resultado aos 14 minutos. Após a cobrança de uma falta, o zagueiro Carlos Alexandre derrubou o zagueiro Luciano Castán. Pênalti para o CSA. Apesar de estreante, o experiente Ronaldo Alves foi para a cobrança, bateu com categoria, tirou o goleiro do lance e marcou o primeiro gol do CSA: 1 a 0.

Com a vantagem no marcador, o CSA voltou a jogador com o 4-2-3-1 mais tradicional. Sairam Cassiano e Matheus Sávio, entraram Victor Paraíba e Bruno Ramires. Didira passou a fazer a função de meia, se aproximando mais da área. Aos 33 minutos, Patrick Fabiano dominou uma bola perto da entrada da área e passou para Didira, o camisa 19, dominou e deu um tapa, tirando do goleiro e marcando o segundo gol azulino Um belo gol: CSA 2 a 0.

 

Ficha Técnica

CSA 2 x 0 Sergipe

Copa do Nordeste – 1ª Fase – 7ª Rodada

Local: Estádio Rei Pelé (Maceió-AL)

Árbitro: Diego da Silva Castro (CBF-PI)

Árbitro Assistente 1: Márcio Ligésias Araújo Silva (CBF-PI)

Árbitro Assistente 2:  Alisson Lima Damasceno (CBF-PI)

4º Árbitro: Helder Brasileiro de Aquino (CBF-AL)

Renda: R$ 53.534,00   Público: 6.056 torcedores (com 4.972 pagantes)

Cartões Amarelos: Carlos Alexandre, Felipe Hereda, Leandro Love(Sergipe) Victor Paraíba (CSA)

Gols: Ronaldo Alves (Pênalti-CSA) 15’ e Didira (CSA) 33’ do 2º tempo

Equipes:

CSA: João Carlos, Apodi, Ronaldo Alves, Luciano Castán e Rafinha; Dawhan e Didira; Matheus Sávio(Victor Paraíba), Manga Escobar (Mauro Silva) e Cassiano(Bruno Ramires); Patrick Fabiano

Técnico: Marcelo Cabo

Sergipe: Erivelton, Rhuan, Carlos Alexandre, Claudio Baiano e Marinho Donizete; Heverton (Elton), Brendon, Felipe Hereda (Maranhão) e Ramalho; Junior Batata (Giancarlo) e Leandro Love

Técnico: Leandro Campos

deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.