SEGUE O JOGO

  • quarta, 07 novembro 2018 00:00
CSA foi campeão em 2018: Alagoano do próximo ano deverá ter a mesma fórmula de disputa CSA foi campeão em 2018: Alagoano do próximo ano deverá ter a mesma fórmula de disputa Ailton Cruz - Gazeta de Alagoas

Alagoano 2019 deve repetir fórmula deste ano; Após 14 anos competição terá apenas oito equipes

 

 

 

Os números dominarão o Campeonato Alagoano de 2019. A elite do futebol alagoano terá apenas oito equipes após a redução gradativa que a Federação Alagoana de Futebol implementou desde 2016. O campeonato foi reduzido de dez para nove e na última etapa para oito equipes.

O historiador Walter Luis fez o levantamento que a última vez que o Alagoano teve apenas oito clubes foi em 2004, portanto,  a 14 anos atrás. Naquele ano, o CSA não jogou a primeira divisão. Os participantes foram: Corinthians Alagoano (campeão), Coruripe, CRB, ASA, Bom Jesus, Murici, CSE e Capela.

 Outro número  importante a ser considerado é o aspecto de datas disponíveis para realizar a competição. No ano passado, eram 18 datas para os estaduais. Mas na realidade este número caia para doze datas em virtude de cinco datas serem cedidas para a Copa do Nordeste nos moldes de transmissão do Esporte Interativo.

Este ano apenas o SBT - por enquanto - possuí o direito de transmissão e solicitou seis datas para a Confederação Brasileira de Futebol. Sendo assim, o Alagoano terá apenas doze datas disponíveis.

A Gazeta conversou com Luciano Sampaio, diretor de competições da FAF, que mostra preocupação com a ‘pouca quantidade de datas’ e sinalizou de maneira clara pela manutenção da fórmula de disputa deste ano.

A principio as oito equipes disputariam um turno único com todos se enfrentando. Neste primeiro momento, sete datas seriam utilizadas. Os quatro melhores estariam classificados para as semifinais. Os dois piores seriam rebaixados. Na fase semifinal seriam utilizadas duas datas e na decisão do campeonato mais duas datas, totalizando onze datas. Sobraria mais uma data para uma eventualidade.

“A ideia é repetir a mesma maneira de disputa. Temos conversas iniciais com os clubes para mostrarmos nossas dificuldades e o caminho existente”, disse o diretor de competições da FAF.

CONVERSAS

No entanto, com quatro clubes que a FAF já buscou diálogo, o assunto não evoluiu. O CSA está totalmente voltado na briga pelo acesso a Série A. O CRB também mantém o seu foco na Série B, tentando evitar o rebaixamento para a Série C. O ASA segue com uma situação indefinida e até com as pessoas que dialogaram com a FAF, a resposta foi que os que dialogaram não seriam os mesmos a tomarem a decisão. O Murici ainda precisará realizar um ajuste administrativo e também não se posicionou.

Um caminho alternativo para o Alagoano 2019 poderia ser a modificação da fórmula acontecer para duas situações. A primeira delas seria usar a data que sobrou - mostramos que a FAF usaria 11 datas para todo o campeonato - para repetir uma rodada da fase de classificação e proporcionar dois clássicos. Esta alternativa visa implementar algo a mais no aspecto financeiro para os clubes. A outra alternativa seria fazer a fase inicial com dois grupos de quatro equipes, ofertando seis ou oito jogos na fase inicial , com as duas semifinais e com as duas decisões. Esta alternativa levaria em consideração o critério técnico desta temporada para divisão de grupos, mas também iriam surgir questionamentos sobre as divisão de forças e que os clubes iriam terminar a competição sem enfrentar todos os clubes.

Nas duas alternativas, Luciano Sampaio adverte que a competição precisaria ter a autorização de mudança na fórmula de disputa pelo Conselho Nacional de Desporto para não ferir o Estatuto do Torcedor que obriga a repetição da mesma fórmula de disputa por dois anos. “Esta mudança é uma possibilidade bem remota. Estudamos a possibilidade mas não deveremos optar por mudanças”, disse Luciano Sampaio.

Próximo de definir o último participante da 1ª Divisão para 2019, a FAF já publicou o edital de convocação para o Conselho Arbitral. A reunião acontecerá na próxima terça-feira, dia 13 ás 15h, no Auditório do Maceió Mar Hotel.

 

deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.