A hora de parar

  • terça, 01 junho 2021 00:00

Novamente o atacante Zé Carlos frequenta as páginas de informações policiais. O novo capítulo desta série envolve – novamente – agressão a uma mulher, Lei Maria da Penha, prisão, pagamento de fiança e liberação.

Zé Carlos é reincidente. Já se envolveu em outras confusões e até mesmo no bairro de Chã da Jaqueira, onde cresceu, tem raízes e segundo informam, também tem desafetos.

Aos 38 anos, o Zé dos Gols não poderia encaminhar o encerramento de sua carreira desta maneira. Zé Carlos é o mais importante atacante alagoano que vi jogar com a camisa do CRB. No entanto, o comportamento dentro e fora de campo depõe contra o jogador.

Este ano não conclui sequer sua participação no Alagoano onde defendeu o Murici. Sem explosão, sem força, com dificuldades de atingir o peso ideal para atuar, Zé Carlos se encaminha para um final de carreira melancólica.

Nesta hora os amigos de copo não alertam do risco de confusões mais sérias ou até mesmo do risco de integridade física que o jogador corre. Zé Carlos precisaria ter um amigo sincero, que mandasse a real, que orientasse que no fim da carreira é momento de pensar na família, nos filhos e no legado principalmente da sua mãe.

Pelo que fez em campo, Zé Carlos não merece o fim melancólico, mas a escolha está nas mãos e nas atitudes dele. Se adotar um comportamento mais condizente ainda será lembrado – e até, referenciado – pelos gols, títulos e artilharia em clubes como CRB e Criciúma. Se optar pelo comportamento marginal, o atacante terá como mais fortes lembranças as confusões, as oportunidades perdidas e o desperdício de um talento que poderia ter o levado a muito, muito mais longe em sua carreira.

Esta decisão está nos pés do artilheiro. Metaforicamente é como uma cobrança de pênalti em um jogo importante. Zé Carlos pode bater, fazer o gol e se consagrar. Mas também pode bater, colocar para fora e ser o principal vilão da sua própria derrota.

deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.