Thiago Potiguar saiu por desempenho dentro ou fora de campo?

  • segunda, 19 junho 2017 00:00

A direção do CSA aproveitou esta segunda-feira, primeiro dia de atividades na semana, para liberar três jogadores do elenco azulino.

O lateral esquerdo Rayro, o meia atacante Thiago Potiguar e o atacante Soares. Segundo o presidente Rafael Tenório houve um entendimento, percebeu-se que os jogadores não seriam aproveitados e o elenco já apresentava sinais de inchaço.

No entanto, o que me chama atenção é o desligamento de Thiago Potiguar. Nos dois últimos jogos, Potiguar foi usado em detrimento de jogadores com características de velocidade como Gustavinho.  Potiguar foi usado contra Remo e contra o Confiança. Será que o rendimento dele é inferior ao rendimento de Jonathan e Gustavinho, jogadores de velocidade e que atuam pelos lados? Ou o desligamento do jogadores está relacionado a aspectos extracampo?

A direção do CSA deverá saber a resposta. O técnico Ney da Mata falou na última coletiva que em dois jogos ou três jogos deveria apresentar o seu time, ou seja, uma formação que ele acredita que são os melhores e que podem render mais. Também disse que nunca cometeu injustiça dando a entender que em um curto período de tempo haveriam desligamentos.

 

Os primeiros foram desligados e parece que a avaliação já aconteceu. Se assim foi, apenas Potiguar teve chance nos jogos, os outros dois, nem isso. E o meia azulino entrou aos 26 minutos do tempo final e jogou ‘sua vida’ em 24 minutos. Não deu para continuar.

deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.